quinta-feira, julho 2

Tag: coronavirus in cats

Coronavírus: Brasil vai produzir 100 milhões de doses de vacina

Coronavírus: Brasil vai produzir 100 milhões de doses de vacina

Notícias
O Governo do Brasil vai produzir 100 milhões de doses de vacina contra o novo coronavírus Em parceria com o laboratório Astra Zeneca, o Ministério da Saúde anunciou que vai iniciar a fabricação de 100 milhões de vacina contra o coronavírus no Brasil. O Governo brasileiro estima investir 127 milhões de dólares no projeto, o qual tem previsão de custo para cada vacina o vlor de 2,30 dólares. A vacina a ser produzida,é a favorita dentre todas as vacinas em produção para combater o coronavírus, ou seja, é a vacina que possui maiores chances de oferecer a imunização tão desejada contra o coronavirus. Ela é chamada de ChAdOx1 nCoV-19, está sendo produzida em parceria com o laboratório AstraZeneca e já teve testes bem-sucedidos no Reino Unido. Além do Brasil, também está sendo test
Criança inventa cortina de plástico para abraçar avós

Criança inventa cortina de plástico para abraçar avós

Curiosidades
A criança de apenas 10 anos inventou uma cortina de plástico para abraçar seus avós durante a quarentena A criança se chama Paige, uma garotinha de apenas 10 anos e super criativa. A ideia de criar uma cortina de plástico para abraços surgiu depois que ela assistiu um vídeo na internet. A inspiração para a criação veio de seus avós, pelos quais a garotinha sentia muita saudade, e não podia vê-los por causa do isolamento social, devido à pandemia do coronavírus. A cortina da inventada pela criança, cobre a porta da casa de seus avos, que fica colada com fita adesiva. No meio da cortina, ela adicionou quatro mangas também de plástico, mais são colocados braços. Veja abaixo as imagens da criança utilizando a sua invenção: Cursos online gratuitos Também publicamos matérias
Vacinas com grande potencial estão sendo testadas contra o Covid-19

Vacinas com grande potencial estão sendo testadas contra o Covid-19

Notícias
6 vacinas com grande potencial contra o novo coronavírus começarão a ser testadas em humanos Cientistas do mundo todo estão trabalhando em velocidade impressionante para desenvolver vacinas eficazes para frear a Pandemia do novo coronavírus. Normalmente, as vacinas podem levar mais de um ano para ficarem prontas, mas visto que a situação atual é grave, devido ao surto de Covid-19, o foco da ciência está em encontrar uma vacina para esta nova doença que vem causando várias vítimas e prejudicando a economia global. A demora se deve por várias etapas em que uma vacina precisa passar antes de ser aprovada, como testes no laboratório e testes em animais. E então começa os testes em humanos, se os resultados anteriores forem dados como seguros. O tempo entre estas etapas podem levar me
Coronavírus: USP tem sucesso em teste do respirador mais barato e rápido

Coronavírus: USP tem sucesso em teste do respirador mais barato e rápido

Notícias
USP obteve sucesso em teste de seu ventilador pulmonar para tratamento do Coronavírus 15 vezes mais barato que o convencional O respirador para tratamento do coronavírus, ganhou o nome de Inspire. Ele foi testado em humanos e animais, obteve aprovação e já poderá ser usado em massa. A criação do projeto é da equipe do professor da Poli na USP, Raul González Lima. O equipamento tem custo de produção 15 vezes menor do que os modelos convencionais. O respirador é uma ótima alternativa para o Brasil, já que os outros equipamentos exportados além de ter o preço maior, cerca de R$ 15 mil reais, também levam mais tempo para estarem disponíveis. Os respiradores da USP foram testados nos dias 17 e 19 de abril. Com o sucesso obtido, agora só precisam da aprovação da Anvisa para liberação d
Coronavírus: Brasil prepara teste de droga capaz de reduzir carga viral em 94%

Coronavírus: Brasil prepara teste de droga capaz de reduzir carga viral em 94%

Notícias
A espera do acelerador de partículas, Brasil prepara teste de medicamento capaz de reduzir a carga viral do coronavírus em 94% O medicamento não terá nome revelado até que seja comprovado sua eficácia, o que se sabe até o momento é que o remédio tem baixo custo, é facilmente encontrado nas farmácias brasileiras, e não têm efeitos colaterais. As informações foram compartilhadas pelo Marcos Ponte, Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O Medicamento Para chegar ao remédio que pode reduzir a carga viral do coronavírus em mais de 90%, os cientistas brasileiros estudaram mais de 2 mil medicamentos e selecionaram 6 deles com potencial para alcançar o objetivo. A pesquisa foi feita no CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia
Coronavírus: MIT desenvolve ventilador mecânico de baixo custo

Coronavírus: MIT desenvolve ventilador mecânico de baixo custo

Notícias
O ventilador de baixo, E-Vent, foi desenvolvido para auxiliar no tratamento do novo coronavírus O protótipo custa apenas US$ 100, e tem como objetivo ter acesso mais fácil do que os aparelhos tradicionais, os quais são mais caros e não são suficientes para atender todos os casos que precisarem de respiração. Sobre o MIT "Instituto de Tecnologia de Massachusetts é uma universidade privada de pesquisa localizada em Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos. Fundada em 1861, em resposta à crescente industrialização dos Estados Unidos, o MIT adotou um modelo europeu universidade politécnica e salientou a instrução laboratorial em ciência aplicada e engenharia. Os pesquisadores trabalharam em computadores, radares e em sistemas de navegação inercial durante a Segunda Guerra Mundial
Coronavírus: tecnologia que detecta o vírus começa a ser usada em Brasília

Coronavírus: tecnologia que detecta o vírus começa a ser usada em Brasília

Notícias
Equipamentos serão utilizados para detectar a presença de coronavírus em pessoas que desembarcarem e embarcarem, no Aeroporto Internacional de Brasília e na Rodoviária Interestadual Dois dos principais espaços de entrada no Distrito Federal passarão a ser monitorados com auxílio de medidores de temperatura por infravermelho a partir deste sábado (14/3). Os três equipamentos serão utilizados para detectar a presença de coronavírus em pessoas que desembarcarem e embarcarem, no Aeroporto Internacional de Brasília e na Rodoviária Interestadual. Os aparelhos serão operados pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), por meio do Grupamento de Proteção Ambiental dos Bombeiros. Eles são capazes de identificar a presença do vírus em ambientes com dezenas de pessoas, como no caso av