terça-feira, fevereiro 18

Ciência

Cientistas do Paraná criam membrana que desenvolve ossos, pele e cartilagem

Cientistas do Paraná criam membrana que desenvolve ossos, pele e cartilagem

Ciência
No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é capaz de desenvolver tecidos de pele, ossos e cartilagem. Os pesquisadores criaram uma estrutura em plástico biodegradável na qual as células animais se desenvolvem e reproduzem no formato da estrutura biológica desejada. Ou seja, eles formataram uma membrana que pode ser desenhada em qualquer formato na qual as células vivem e se reproduzem. Essa membrana é formada a partir de celulose, portanto, de matéria natural, e utiliza pouco processamento químico para que o impacto ambiental e biológico seja o menor possível. Como teste, os desenvolvedores do projeto fizeram uma orelha em impressora 3D e aplicaram as células, que formaram uma orelha animal. Os estudos estão sendo realizados provisori
UFBA cria teste que detecta coronavírus em 3h

UFBA cria teste que detecta coronavírus em 3h

Ciência
Cientistas da UFBA descobrem teste que detecta coronavírus em 3h; o grupo formado por pesquisadores da federal já havia sido pioneiro na descoberta do zika vírus Pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) descobriram uma forma mais rápida de identificar a presença do coronavírus no corpo. As 48 horas de espera pelo diagnóstico foram reduzidas para 3, com o uso de um equipamento chamado Real-Time. “Estamos felizes com o resultado, torna tudo mais rápido”, comemorou o virologista Gúbio Soares, coordenador do grupo de pesquisa. O equipamento, que custa R$ 150 mil e foi importado dos Estados Unidos em dezembro do ano passado para o Laboratório de Virologia da universidade, é capaz de verificar se o material genético (RNA) da secreção respiratória contém o gene do coronavíru
Novo telescópio mostra superfície do Sol com detalhes

Novo telescópio mostra superfície do Sol com detalhes

Ciência
Veja a superfície do Sol em detalhes sem precedentes graças a novo telescópio solar O telescópio solar Daniel K. Inouye (DKIST), na sigla em inglês) enviou suas primeiras imagens da superfície do Sol, revelando pequenas estruturas que medem pelo menos 30 km. Os detalhes mostram o plasma que cobre a estrela e estruturas semelhantes a células do tamanho do estado do Texas. As estruturas ajudam a criar a convecção - processo no qual o calor do interior do Sol é atraído para a superfície, enquanto outras células esfriam e afundam. Concluído em 2020, o DKIST é o maior telescópio solar do mundo, com uma abertura de 4 metros. Está instalado no Observatório Haleakala, na ilha havaiana de Maui e é financiado pela National Science Foundation e gerenciado pelo National Solar Observatory. Ele po
Coronavírus: casos suspeitos são confirmados no Brasil

Coronavírus: casos suspeitos são confirmados no Brasil

Ciência
Coronavírus: Ministério da Saúde confirmou três casos suspeitos da doença no Brasil, em BH, RS e PR Poucas horas depois de o Ministério da Saúde confirmar o primeiro caso suspeito do novo coronavírus no Brasil, o próprio órgão anunciou mais dois possíveis casos no país. Além de uma paciente em Belo Horizonte, outro em São Leopoldo (RS) e mais um em Curitiba (PR) estão em investigação. Os casos confirmados de enquadram na definição da Organização Mundial da Saúde como "quadro suspeito". Os pacientes apresentam febre, pelo menos um sintoma respiratório e o possível contato com a doença, pois ambos retornaram da China a menos de 14 dias. Não foram divulgadas mais informações sobre os pacientes, apenas as cidades. Porém, a situação do país permanece a mesma, em nível 2 da classifica
Coronavírus: outros 12 países confirmam casos da doença

Coronavírus: outros 12 países confirmam casos da doença

Ciência
Coronavírus: além da China, outros 12 países confirmam casos da doença; veja os detalhes! A população mundial está bastante apreensiva com a rápida propagação do coronavírus, que já infectou mais de 2 mil pessoas na China e chegou a outros 12 países. A preocupação maior com o coronavírus é que ele é transmissível durante o período de incubação, isto é, antes que os seus sintomas se manifestem. Que vírus é esse? O coronavírus, considerado “novo”, tem como nome oficial 2019-nCoV. Ele não difere muito dos outros dois identificados nas últimas décadas. O novo coronavírus provoca infecção respiratória aguda e tem como sintomas febre, tosse seca e, após uma semana, falta de ar. Não há cura nem vacina para o 2019-nCoV. A rápida transmissão do coronavírus começou no festival do Ano
UFRJ é sede de laboratório que produz pele humana para substituir testes em animais

UFRJ é sede de laboratório que produz pele humana para substituir testes em animais

Ciência
UFRJ- Universidade Federal do Rio de Janeiro, é sede do laboratório da L’Oréal que produz pele humana com o objetivo de substituir o uso de animais em pesquisas O campus do Fundão da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, inaugurou em setembro de 2019, o primeiro laboratório do país de bioengenharia de tecidos que disponibiliza pele reconstruída para testes em produtos. O laboratório pertence à Episkin, uma subsidiária da L´Oreal, que foi inaugurado no Brasil, devido à lei que estabelece novas regras para o uso de animais em testes. A Lei A resolução normativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações reconhece o uso de métodos alternativos válidos que possam reduzir ou substituir o uso de animais em atividades de pesquisa. De acordo com a resolução