quarta-feira, outubro 16

Nasa revela novos resultados de estudos com astronautas gêmeos

Gostou? Ajude a compartilhar! ;)

Quase um ano no espaço fez com que o sistema imunológico astronauta Scott Kelly ficasse em alerta total. Isso mudou a atividade de alguns de seus genes em comparação com seu gêmeo idêntico que permaneceu na Terra. Dessa forma, a Nasa revela novos resultados de estudos com astronautas gêmeos.

Os cientistas não sabem se as mudanças são boas ou ruins, mas os acontecimentos geraram novos questionamentos para os médicos. Questionamentos que vieram em um momento em que a agência espacial pretende enviar pessoas para Marte.

Os testes do duplo genético deram aos cientistas a oportunidade sem precedentes de monitorar detalhes da biologia humana. Um exemplo é como os genes de um astronauta são ativados e desativados no espaço diferentemente que na Terra.

Uma mudança desconcertante foi anunciada no dia 15 de fevereiro em uma conferência científica. O sistema imunológico de Kelly se tornou hiperativo.

A Nasa revela novos resultados de estudos com astronautas gêmeos e surpreende o meio científico

“É como se o organismo fosse reagir a esse ambiente estranho, da mesma forma como reagiria a um corpo estranho dentro de si”, disse o geneticista Christopher Mason de Nova York Weill Cornell. Ele ajudou a liderar o estudo Medical School. Mason ainda acrescentou que os médicos agora analisam isso em outros astronautas.

Agora a Nasa revela novos resultados de estudos com astronautas gêmeos, mas desde que a exploração espacial começou,  a agência vem estudando o efeito sobre os corpos dos astronautas, como a perda óssea para a qual é necessário exercício.

Contudo, eles geralmente gastam no máximo seis meses no espaço. Kelly, que viveu na Estação Espacial Internacional, passou 340 dias e estabeleceu um recorde para os Estados Unidos.

“Nunca me senti completamente normal no espaço”, disse o astronauta aposentado agora. Ele referia-se ao congestionamento pela mudança de fluidos, dores de cabeça e dificuldade de concentração de dióxido de carbono adicional e problemas digestivos por microgravidade.

Mas este foi um estudo exclusivo e profundo no nível molecular, com o irmão gêmeo do astronauta, Mark Kelly, na Terra para comparar. Os resultados completos não foram publicados. O que soubemos foram algumas das conclusões apresentadas durante uma reunião da Associação Americana para o Avanço da Ciência.

Os estudos dos gêmeos fornece à NASA um catálogo de coisas para monitorar em futuras missões. Eles querem ver se outros astronautas reagem da mesma maneira.

A Nasa revela novos resultados de estudos com astronautas gêmeos  e nós torcemos para que isso reflita em algo significativo. Qual é a sua opinião à respeito? Adoraríamos saber! Deixe seu comentário!

Também temos diversas bolsas de estudo em mais de 1.200 faculdades de todo país, em todas as áreas, inclusive em Engenharia e Tecnologia, confira aqui: http://criativetech.com/bolsas-estudo


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet

Gostou? Ajude a compartilhar! ;)