quarta-feira, outubro 16

5 celulares da Xiaomi que valem a pena importar da China

Gostou? Ajude a compartilhar! ;)

É fato que muitas pessoas conheceram e adoraram a Xiaomi. O Brasil não tem uma representação da marca que seja oficial, mas isso, ao que parece, não é tão relevante para o público. Não é à toa que os 5 celulares interessantes da Xiaomi que valem a pena importar da China estão entre os queridinhos dos brasileiros.

Isso é bem intrigante, não? O consumidor se interessa por determinados produtos de uma empresa, no entanto, não tem maiores informações, tal como o que mais ela pode oferecer.

Sendo assim, vamos listar o top 5 dos aparelhos mais modernos da Xaomi que realmente compensam ser importados. Com isso, será possível conhecer um pouco mais de alguns smartphones que a marca tem à disposição.

A lista dos 5 celulares interessantes da Xiaomi que valem a pena importar da China

1.     Pocophone F1

Este é um dos destaques que podemos citar. O Pocophone F1 tem configurações bem próximas dos smartphones nº 1 do mundo. Seu processador é o Snapdragon 845 (igual ao do Galaxy Note 9) e a  memória RAM é de 6 GB.

Mais duas configurações também podem ser encontradas neste modelo, sendo que uma delas é 256 GB para o armazenamento e memória RAM de 8 GB.

Para comprovar que o Pocophone F1 não perde para os top de linha em termos de funcionalidade, basta verificar a capacidade da câmera. Ela pode ser igualada à do iPhone 8.

Seu valor gira em torno de R$ 1.700,00, já adicionado o preço do frete.

2.     Mi Mix 3

Este modelo com certeza tinha que estar entre os 5 celulares interessantes da Xiaomi que valem a pena importar da China. Quem gosta de desempenho unido ao design vai adorar o Mi Mix 3.

Seu display é deslizável. Sua dupla câmera frontal se esconde na parte de trás da tela. Um deslize e os sensores são revelados. A tela OLED FHD+ possui 6,4 polegadas (1.080 x 2.340) e o processador não é nada menos que o Snapdragon 845.

Os 256 GB e 6 GB de memória RAM custam aproximadamente R$ 2.800, já com a inclusão do frete.

3.     Redmi Note 7

A Xiaomi também possui um modelo acessível e com um bom desempenho. O Redmi Note 7 possui processador Snapdragon 660 e uma bateria com 4000mAh. É possível encontra-lo com memória RAM de 3 GB, 4 GB ou 6 GB.

A tela é de 6,3 polegadas. A câmera principal tem a capacidade de uso do “pixel binning”, um recurso que otimiza as imagens.

Como existem várias versões, a cotação da mais barata, com frete, fica em R$ 1.300,00.

4.     Mi 8

A potencia e a estética parecida com a do iPhone X são alguns dos detaques deste smartphone. O modelo convencional tem uma tela OLED de 6,21 polegadas e vidro curvado na lateral. Seu processador é o Snapdragon 845 Qualcomm e possui 256 GB para armazenamento interno e 6 GB de memoria RAM.

O Mi 8 possui duas câmeras com 12 megapixels na traseira. Já a câmera frontal, para selfies, é de 20 megapixels. Este é o primeiro celular do mundo a ter o suporte do GPS com dupla frequência: ótimo para quem precisa do dispositivo.

A versão básica deste Xiaomi custa em torno de R$ 2.000,00, incluindo o frete.

5.     Mi A2

Por último, mas não menos importante, está o Mi A2. Pode-se considerar o aparelho como intermediário, já que seu processador é o Snapdragon 660, sua memória RAM é de 6 GB e o armazenamento é de 128 GB.

Câmera dupla traseira, uma com 12 e a outra com 20 megapixels, a frontal tem 20 MP e a tela é FULL HD com 6 polegadas. Estas são outras de suas características.

O preço não ultrapassa muito o preço de R$ 1.100,00. Isso é bom em se tratando de um smartphone com essas funcionalidades.

Nada mal o custo-benefício desses 5 celulares interessantes da Xiaomi que valem a pena importar da China? Se você se interessou por algum deles e deseja adquirir, busque por mais informações quanto à aquisição. Se você já adquiriu um smartphone da Xiaomi, conte-nos sua experiência!

Também temos diversas bolsas de estudo em mais de 1.200 faculdades de todo país, em todas as áreas, inclusive em Engenharia e Tecnologia, confira aqui: http://criativetech.com/bolsas-estudo


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet

Gostou? Ajude a compartilhar! ;)